Pular para o conteúdo

Qualidade

Por que falar de Qualidade?

No GNDI, a Qualidade é uma das áreas que compõem a diretoria de Recursos Humanos, sendo responsável por fazer gestão e elaboração de políticas e diretrizes corporativas de segurança, além de elaborar e ministrar treinamentos sobre o tema e orientar as Unidades para receber visitas oficiais de certificação.

O propósito da Qualidade é garantir a Segurança do Paciente. Por isso, buscamos, diariamente, uma maneira para que todos tenham a assistência necessária, no tempo e local adequado, por profissionais habilitados e livre de danos desnecessários relacionados à assistência à saúde. 

Encontro com a Qualidade

Tema: I Jornada de Boas Práticas

Faltam apenas:

Dia(s)

Hora(s)

Minuto(s)

Segundo(s)

Envie e-mail para se inscrever: patricia.doliveira@intermedica.com.br
Data: 27/11/2020 | Horário: 11h

 

Ferramentas da Qualidade

As ferramentas da Qualidade permitem estruturar e analisar dados, investigar e tratar eventos, planejar ações de melhoria para os problemas que interferem no bom desempenho dos processos de trabalho, de forma organizada e documentada.  

Faça o download dos arquivos abaixo e utilize as melhores ferramentas para desenvolver o seu trabalho:

Encontro com a Qualidade

O Encontro com a Qualidade é a sua oportunidade semanal de se informar sobre temas relacionados a Qualidade e Segurança.

Você perdeu algum encontro ou quer assistir novamente? Acesse a UniGNDI ou o NotreMedical e veja as aulas quando quiser.  

Na UniGNDI, também é possível gerar o certificado de participação do treinamento. Para saber como ter acesso ao certificado de participação, assista ao vídeo.

Fale com a Qualidade

Você tem alguma sugestão, dúvida ou ideia sobre Qualidade para a sua Unidade?
Agora, através do Seu Espaço, você tem um canal oficial e direto com a Qualidade

 

PodCasts

Você sabia que dentro da UniGNDI há vários podcasts (arquivos em áudio) sobre temas da Qualidade?

Iniciativas da Qualidade

Dicas de Gerenciamento de Risco

Saiba mais, confira algumas dicas de gerenciamento de risco e coloque em prática no seu dia a dia!

Seiri (整理) - Utilização

Eliminar o que não é útil separando o necessário do desnecessário e descartando o que for supérfluo.

Seiton (整頓) - Organização

Organizar o ambiente de trabalho arrumando as coisas nos seus lugares adequados para uso.

Seisō (清掃) - Limpeza

Cuidar da limpeza e higiene do ambiente de trabalho.

Seiketsu (清潔) - Padronização

Elaborar padrões e procedimentos a serem seguidos em relação ao que é definido nos 3S anteriores (utilização, organização e limpeza).

Shitsuke (躾) - Disciplina

Incorporar no dia a dia os padrões e procedimentos definidos se comprometendo em manter os sensos na rotina de trabalho.

Ofereça ajuda aos pacientes e famílias, pratique o acolhimento com seus colegas de trabalho, pacientes e familiares. Utilize uma abordagem humanizada e resolutiva, encaminhe para os locais e serviços corretos, organize o fluxo de pacientes, aprenda a ouvir e a reconhecer as necessidades de cada um.

Você viu que aconteceu algo que não está correto, não segue os padrões e cuidados na sua unidade? Notifique e contribua com ideias que podem evitar que isso aconteça novamente. Seu papel é fundamental na empresa e contamos com a sua ajuda.

Você sabe a importância do rótulo nos produtos?

Sempre leia com atenção o rótulo do que irá utilizar para evitar a troca de itens, utilização de doses erradas ou de itens vencidos. Tanto em casa como no trabalho, mantenha os produtos com o rótulo original de fábrica. Embalagens dos produtos, alimentos e medicamentos constam informações relevantes como data de validade, lote, composição e concentração do produto.

Atenção aos produtos químicos, quimioterápicos e outros manipulados. Estas soluções só podem ser manipuladas em local adequado, por profissionais treinados e autorizados. 

Metas Internacionais de Segurança do Paciente

As metas internacionais de segurança do paciente envolvem estudos, práticas e ações promovidos pelas instituições de saúde para diminuir ou eliminar os riscos. Confira as 6 metas internacionais:

ROPs

ROPs (Required Organizational Practices) é a abreviação de "Práticas Organizacionais Obrigatórias" Elas elencam os fatores essenciais para melhorar a qualidade das atividades e a segurança da assistência, portanto, todos devem conhecer e cumprir as ROPs em nossos hospitais.

Clique aqui e saiba mais

Certificação da Qualidade

Galeria de Fotos

ISO

A sigla ISO significa International Organization for Standardization, ou Organização Internacional de Padronização, em português.  

A ISO é uma organização internacional independente, não governamental, com 165 membros de organismos nacionais de padrões, e foi criada em Genebra, na Suíça, em 1947. 

Seu propósito é desenvolver e promover normas ou padrões internacionais que possam ser utilizadas por todos os países do mundo.  No Brasil, o órgão representante da ISO é a ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas. 

A ISO 9000 (9000,9001,9004) é um grupo de normas técnicas que estabelecem um modelo de gestão da qualidade para organizações em geral (produtos e serviços), qualquer que seja o tipo (pública ou privada) ou dimensão.  

A Norma "NBR ISO 9001:2015 Sistema de gestão da qualidade - Requisitos" é um documento disponível nos órgãos representantes em cada país.  

A ISO não fornece certificação ou avaliação de conformidade. Para isto, existem os organismos de certificação externos aprovados pelo Inmetro. 

  • Ênfase no engajamento da liderança;
  • Análise de riscos e oportunidades de maneira estruturada; 
  • Confiabilidade; 
  • Cumprimento de requisitos estatutários e legais; 
  • Qualidade e produtividade; 
  • Planejamento e controle em todos os níveis; 
  • Qualificação profissional; 
  • Diferencial competitivo; 
  • Novos negócios (alguns setores e clientes necessitam de fornecedores com Sistema de Gestão da Qualidade certificados pela NBR ISO 9001). 

O Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ) é um conjunto de elementos interligados, integrados na organização, que funciona como uma engrenagem para atender à Política da Qualidade e os objetivos da empresa, tornando a qualidade visível nos produtos e serviços em atendimento às expectativas de clientes. 

A ABNT publicou no dia 30 de setembro de 2015 a Norma Técnica ABNT NBR ISO 9001:2015 - Sistemas de gestão da qualidade - Requisitos. 

Esta norma especifica requisitos para um sistema de gestão da qualidade quando uma organização:  

a) necessita demonstrar sua capacidade para prover consistentemente produtos e serviços que atendam aos requisitos do cliente e aos requisitos estatutários e regulamentares aplicáveis,  

b) visa aumentar a satisfação do cliente por meio da aplicação eficaz do sistema, incluindo processos para melhoria do sistema e para a garantia da conformidade com os requisitos do cliente e com os requisitos estatutários e regulamentares aplicáveis. 

A adoção de um sistema de gestão da qualidade é uma decisão estratégica para uma organização que pode ajudar a melhorar seu desempenho global e a prover uma base sólida para iniciativas de desenvolvimento sustentável.

A implementação da ISO 9001, nada mais é do que adaptar todos os processos de uma organização de uma maneira global a uma abordagem no ciclo de Deming, mais conhecido como Ciclo PDCA (Plan, Do, Check Act).   

Essa abordagem incentiva, inicialmente, a organização a planejar o que será realizado e, posteriormente, verificar o que realmente foi realizado, gerando, a partir disso, um comparativo, que será fundamental para melhorar o sistema.

Área Escopo
Interodonto Gestão de planos odontológicos.
Internações e Central de Atendimento de Urgência Processos relacionados à gestão de regulação eletiva, regulação de urgência e regulação de OPME, realizados na sede em São Paulo.
Técnica Regulatório e Ouvidoria Processos de Ouvidoria: processos de tratativa de Notificação de Intermediação Preliminar - NIP e de Auto de Infração e processos administrativos da ANS: registro de produtos, alteração de rede hospitalar e vinculação de imóveis como ativos garantidores.

 

Acreditação da Operadora - RN 452 da ANS

A Agencia Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divulgou o novo Programa de Acreditação de Operadoras em 25 de março de 2020. Trata-se de uma certificação de boas práticas para gestão organizacional e gestão em saúde, cujo objetivo é a qualificação dos serviços prestados pelas operadoras de planos de saúde, propiciando uma melhor experiência para o beneficiário.

Os critérios para esta acreditação estão estabelecidos na Resolução Normativa - RN 452, de 09 de março de 2020.

O novo Programa de Acreditação de Operadoras traz como novidade alguns incentivos regulatórios, como bonificação no Índice de Desempenho da Saúde Suplementar - IDSS, correspondente ao nível de acreditação atingido, e redução pelas operadoras das garantias financeiras (redução da margem de solvência até 2022 e redução dos fatores de capital regulatório a partir de janeiro de 2023).

Outro item de destaque no novo Programa é que as operadoras exclusivamente odontológicas agora também poderão receber o selo de qualidade.

A acreditação garante um diferencial para concorrência no mercado, com possibilidade de racionalização de processos, de custos e aumento da confiança dos stakeholders, pois evidencia competência técnica.

Além disso, podemos elencar vários benefícios para a operadora e para os agentes envolvidos no Sistema de Gestão da Operadora:

  • Maior sustentabilidade econômico-financeira;
  • Revisão e melhoria dos processos operacionais, tratamento dos riscos, redução dos custos da não qualidade e dos desperdícios;
  • Implementação do Programa de Melhoria da Qualidade com adoção de indicadores de qualidade;
  • Maior conhecimento dos prestadores de serviços da rede credenciada;
  • Avaliação da qualidade da assistência prestada aos beneficiários;
  • Implementação de ferramentas de gestão e práticas consolidadas de governança, controles internos e gestão de risco;
  • Preparação para a RN 443, que será obrigatória a partir de 1 de janeiro de 2023;
  • Avaliação integrada de vários sistemas com visão holística da operadora;
  • Mudança de cultura organizacional.

As operadoras poderão ser acreditadas em três níveis, a depender do desempenho obtido.

O novo Programa envolve quatro dimensões: Gestão Organizacional, Gestão da Rede Prestadora, Gestão em Saúde e Experiência do Beneficiário, abrangendo 21 requisitos e 168 itens de verificação.

Essas dimensões abarcam todo o escopo de uma operadora. Destaca-se a criação da dimensão Gestão Organizacional, que estimula a adesão das operadoras às boas práticas na área de gestão, o que pode levar a maior sustentabilidade e à melhoria da qualidade na prestação de serviços ao beneficiário.

A Alta Direção está empenhada em obter a Acreditação da Operadora. Essa acreditação está alinhada com vários projetos já existentes no GNDI, como por exemplo, o Projeto Optimus.  Também está alinhada com os princípios estratégicos de Sustentabilidade, Assistência, Qualidade, Inovação e Pessoas.

A Diretoria Executiva Técnica está patrocinando esse projeto em parceria com a Qualidade Corporativa da Diretoria de Recursos Humanos.

O time da Qualidade, juntamente com o Regulatório, está conduzindo os trabalhos junto a todas as áreas envolvidas e, em breve, passaremos por uma Auditoria de Diagnóstico para identificar nosso grau de aderência à RN 452. A partir desse resultado, será elaborado um planejamento de ações a serem implantadas na Operadora.

Vamos juntos, rumo a novos desafios!

Conteúdo Científico