Pular para o conteúdo

Blog do Colaborador

De: Comunicação GNDI - 04 jun 2020

..

Reciclar: o que e como?

Saiba como reciclar o lixo gerado em sua casa

Com a pandemia da Covid-19, foram adotadas medidas de quarentena e isolamento social. Com as pessoas em casa, estima-se que a geração de resíduos domiciliares aumente entre 15 e 25%. Estudos apontam ainda que, até 2030, a produção anual de resíduo do Brasil deve atingir 100 milhões de toneladas. E agora? O que fazer com todo esse resíduo?

Neste Dia Internacional do Meio Ambiente, comemorado no dia 5 de junho, que tal aprender novas formas de administrar o seu resíduo para garantir que o planeta não sofra tanto? Para isso, pedimos a ajuda da Bianca Caldeira, analista ambiental da área do MASS (Meio Ambiente, Sustentabilidade e Segurança do Trabalho) para nos auxiliar com o tema.

Mas, afinal, quais são os tipos de resíduos? Existem alguns tipos de resíduos diferentes, mas para facilitar, vamos focar naqueles que você produz: orgânico e reciclável. O orgânico é aquele composto principalmente por restos de alimentos e dejetos humanos (como o seu papel higiênico). Este tipo de resíduo costuma ser destinado a aterros sanitários; já o reciclável é o que pode ser transformado em outras coisas.

O que é resíduo reciclável? Papel, plástico, vidro, metal. Resíduo reciclável aparece de várias formas. Na sua casa, a maioria dele provavelmente vem de embalagens: a caixa de papel do macarrão, o saco plástico do arroz, o vidro da azeitona ou a latinha de metal do refrigerante.

E o que eu faço com ele? O que é reciclável deve ser descartado separadamente do resíduo orgânico. Se você mora em um prédio, é possível que no seu condomínio já existam lixeiras separadas. Se você mora em casa ou ainda não faz essa separação, basta não misturar: coloque-os em sacos diferentes.

Para o reciclável, é importante lavar embalagens, como caixas de suco e leite, antes de descartá-las. Além disso, embale pedaços de vidro quebrado em papel grosso (como de jornal), assim você evita que o profissional de coleta possa se machucar. Uma dica bacana também é amassar latinhas e garrafas pet para diminuir o volume de alguns itens.

Além do volume de resíduo, mais algo muda com a pandemia? Segundo Bianca, sim, e agora mais do que nunca precisamos redobrar o cuidado com a contaminação. Se alguém na sua casa ficar doente com a Covid-19 (casos suspeitos e confirmados), é muito importante que todo e qualquer resíduo - desde máscaras até resíduos de banheiro - seja descartado de forma segura: embale tudo em dois sacos plásticos bem amarrados.

E o resíduo orgânico, ele não pode ser reciclado? Pode sim. Você pode implantar uma composteira na sua casa para os restos alimentares. Compostagem é o processo de reciclagem de resíduo orgânico e é uma forma de transformá-lo em adubo natural para ser utilizado em jardinagem e agricultura. Ele pode substituir o uso de adubos químicos, por exemplo. Além disso, a compostagem é uma forma de reduzir o aquecimento global. Mas antes de descartar o seu resíduo orgânico, veja se não tem como consumi-lo de outra forma. O uso integral de alimento é bom para a sua saúde e ainda reduz os resíduos na sua casa.

Depois da lixeira, para onde vai meu resíduo reciclável? O conteúdo das lixeiras domiciliares é retirado por caminhões de concessionárias e direcionado para cooperativas de reciclagem. A partir daí, o destino dos resíduos varia de acordo com o tipo de resíduo e o município.

Reciclar é uma forma de cuidar do planeta. Neste Dia Internacional do Meio Ambiente, que tal pensar em coisas aparentemente pequenas, mas com grande impacto coletivo? Vale lembrar que é muito importante saber como destinar o seu resíduo, mas reduzir a  produção dele também é essencial.

E você, quais são suas dicas de descarte consciente?

Você também pode participar. Deixe seu comentário:

 

EDNA FONTES - HOSPITAL SALVALUS

Eu acho o processo de reciclagem importante, além de ajudar o meio ambiente, também ajuda os coletores de lixo no seu trabalho e sem se machucar.#Eu faço minha parte, faça a sua também!!!

Maria Ines Luiz - zona sul

Essa matéria serve para enriquecer nossos conhecimentos...costumo separar os reciclavéis e passar para um senhor no meu bairro que é catador de rua de uma certa forma também contribuo para ajuda-lo financeiramente pois sei que ele vive deste trabalho.

Tatiane de Oliveira Mira - Hospital Renascença de Campinas

Ótima iniciativa de trazer informações que agregam nosso cotidiano, com isso podemos mudar nossos hábitos e ajudar o meio ambiente de forma autossustentável.

Bruna Caroline Vieira Ferreira - Sede

Parabéns pela matéria este assunto para o futuro do nosso país e do nosso planeta é de suma importância!

Rose Gomes - Hospital e Maternidade Guarulhos

Excelente Matéria, importante mencionar este assunto durante a pandemia! ! ! Parabéns GNDi

Diego Sabino - Sede - SP

Matéria importante, bem educativa e de fácil assimilação, Meus Parabéns.

Patrícia Rezende - Sede

Texto simples, instrutivo e de fácil assimilação.Parabéns aos envolvidos, excelente conteúdo!!!

Camila Soares Lucatto - Hospital Bosque da Saúde

Sempre reciclo meu lixo .E com o tempo acabamos verificando o quanto lixo cultivamos e acabamos reduzindo.Penso 10 vezes antes de comprar uma embalagem que não tenha retornávelE estou fazendo uma horta em casa com o meu marido.E todos os anos meu pé de limão fica carregado dando frutos quase 6 meses para a minha família .Tentamos ser sustentável na medida do possível .Se cada um fazer um pouco o universo agradece .

Maria Rejane Macedo dos Santos - Hospital e Maternidade Nossa Senhora do Rosário

Gostei muito dessas dicas, vou por em prática no meu dia-a-dia.

LEILA CRISTINA C.BERLOFA - NOTRELABS - MOGI DAS CRUZES

Tive dificuldades para começar este trabalho de reciclar, então fiz uma horta no meu quintal e faço compostagem estou plantando: alecrim,arruda,cebolinha,salsa, coentro e espinafre.Restos de comida dou para os cachorros de rua.Para os reciclavéis separo tudo e entrego para um morador que vende.Para alguns frascos eu guardo, pois aproveito restos de sabonete e sabão para fazer sabões de usar em casa, um modo de eu também contribuir com o meio ambiente.me sinto muito feliz em ter aprendido e por em prática.

Fernanda - Santo Andre 1

Se todos fizerem pelo menos um pouco já ajuda em muito na redução,separar,levar os recicláveis para os locais certos e se possível ao comprar pelo Delivery nessa época optar pela entrega sem utensílios descartáveis.

EDINEIA NUNES - ITAPEVI

MUITO BOM ESSE CONTEÚDO , É DE EXTREMA IMPORTÂNCIA , SE TODOS FIZESSEM SUA PARTE VIVERÍAMOS NUM MUNDO MUITO MELHOR E LIMPO. LIMPEZA É TUDO

Maria Luiza - Liberdade

Reclicagem, assunto muito simples e ao mesmo tempo complexo pois infelizmente a população tem dificuldade na triagem dos resíduos. Eu precisei de muitas informações e orientações para descarte correto de itens como: pilhas, latas de aerorosol, eletrônicos que podem ser enviados aos ecopontos e cooperativas de reciclagem.