Pular para o conteúdo

Blog do Colaborador

De: Comunicação GNDI - 01 set 2020

..

Quem é você nas redes sociais?

"As redes sociais são uma extensão da nossa vida real, elas fazem parte do mundo que a gente vive", conta especialista

Elas trazem informações de forma mais rápida, contribuem com a vida profissional e nos deixam mais próximos das pessoas que amamos. Sim, estamos falando das redes sociais, um dos espaços que mais frequentamos em tempos de Coronavírus. Embora  tragam esses e outros benefícios, as redes sociais podem causar alguns danos para a nossa imagem - ou à saúde mental - se não soubermos usá-las a nosso favor e de maneira correta.

"As redes sociais são uma espécie de simulacro, ou seja, aquilo não é real, é uma cópia da realidade. Às vezes, é um retrato muito mal feito, então, precisamos estar sempre muito atentos em relação às pessoas que seguimos e ao conteúdo que consumimos, porque estamos cada vez mais isolados fisicamente", explica Camila Teixeira Barros, analista de marketing responsável pelas redes sociais do GNDI.

Nas plataformas virtuais, assim como em todos os aspectos da vida - trabalho, família, relacionamento com amigos ou romântico - você constrói uma persona e seleciona aquilo que quer que as pessoas saibam sobre você. Para construir uma boa reputação nas redes, é preciso ser autêntico, verdadeiro e natural ao invés de tentar sustentar um perfil que não combina com você. "É uma soma de fatores que mostram um pouquinho quem é você no mundo físico. Como você quer ser visto? A forma como você age vem de micro retratos do que você quer mostrar para o outro. As pessoas querem ver o que é diferente, o que você está fazendo nessa quarentena que pode trazer mais qualidade de vida e ser referência para o outro?"

Seja você mesmo, mas tenha cuidado: aquilo  que você posta pode ser usado contra você. "É difícil estabelecer um limite entre pessoal e profissional, porque a relação está cada vez mais intrínseca, mas é importante utilizarmos o LinkedIn, o Facebook ou o Instagram de uma forma mais apropriada", pondera Camila. Para as redes mais pessoais, Camila indica posts com receitas, indicação de livros e filmes, exercícios e outras atividades que podem ser prazerosas para você e ainda ajudar outras pessoas a passarem pela quarentena com mais leveza. Você ainda pode optar por seguir conteúdos que tragam bem-estar e qualidade de vida.

Já no LinkedIn, que mostra uma faceta profissional, é interessante a publicação de artigos sobre produtividade, adaptação em home office, dicas de bem-estar na rotina, projetos e cursos que você concluiu ou até ações que diferem a sua equipe da concorrência. "Podemos utilizar para falar um pouco do nosso dia a dia, nosso momento, mas sempre com precaução: você está sendo visto ali de forma 360º. Pode ser que você não esteja conectado com seus colegas de trabalho dentro da rede, mas cada vez que alguém curte ou compartilha o seu post, ele ganha dimensão e pode ser amplificado", indica Camila.

Com muitas pessoas trabalhando em home office, a linha entre o pessoal e profissional na internet é cada vez mais tênue. A colaboradora indica criar pequenos rituais para não ser consumido pelas redes sociais: "É importante saber onde isso começa e onde termina. As redes sociais não podem ser um resumo da nossa vida, elas têm que ser apenas uma ferramenta para construirmos juntos o coletivo. É preciso entender que as redes sociais são uma extensão da nossa vida real, elas não estão desassociadas, elas fazem parte do mundo que a gente vive".

Não existe um certo ou errado no uso das redes sociais, mas algumas ações podem não ser tão legais para a sua imagem. "Você pode até apagar, mas vai ficar ali para sempre - o Google não mente. Por isso, é importante lapidar o que vai colocar no LinkedIn, por exemplo, e evitar incentivar o incentivo de comportamentos antiéticos ou preconceituosos, envolvendo gênero, raça, transfobia e afins. Tudo isso é inadmissível em 2020 com todas as pautas de inclusão e representatividade", afirma a especialista.

Uma boa forma de cuidar da sua reputação nas mídias sociais é acessando os cursos da UniGNDI, que trazem informações sobre ética e normas da empresa sobre como usar as redes sociais. Você também pode seguir o GNDI no LinkedIn e ficar atento às novidades e dicas para ter uma imagem cada vez mais positiva no cotidiano profissional, além de ser um propagador da marca, reputação e ações promovidas pelo GNDI.

E você, quais são suas dicas de uso das redes sociais?

Você também pode participar. Deixe seu comentário:

 

Ednaldo Severino da Silva - Call Center - Santo Amaro

Importantes dicas! Seja discreto(a), sem ostentações e sem opiniões de coisas que não tenha efetivo conhecimento...

Andressa Oliveira - NotreLabs Osasco

Concordo plenamente com as pontuações abordadas!

VANESSA RODRIGUES DE JESUS DA ROSA - Hospital Santana Notre Dame

Muito bom, em tempo de caos uma simples palavra de autoestima vale muito.

Rafael Henrique Lopes - Medicina Preventiva Sorocaba

Muito boa essa reflexão, ainda mais em tempos de loucura!

Angelica - Cemac Belém

As rede sociais é "como faca de dois gumes" , há dois lados e aspectos a serem estudados e analisados nelas, devemos sermos sinceros e transparentes, mas não nos expormoscompletamente ,nos limitarmos as postagens, porque atualmente se tornou algo muito exposto, visível a quaisquer tipos de pessoas, principalmente aquelas de más índoles, hajamoscom prudência sempre!!

Marcia da Silva Gritti - 50

As redes sociais nos auxiliam bastante em todos os sentidos, porém é preciso se atentar aos conteúdos, principalmente em relação aos hábitos, e convivência com pessoas mais íntimas!

Gracielia dos santos Silva - Hospital Family

É importante que você tenha muito cuidado ao expor suas informações pessoais. É necessário um limite, então é importante que certas informações não sejam divulgadas em redes sociais. Por isso tome cuidado com as informações que publica em seu nome. Pessoas que divulgam mensagens de ódio ou muitas brincadeiras podem passar uma impressão negativa.

Adriana Seixas Braga - Sede

Gosto de usar as Redes Sociais para algo construtivo e positivo, como manter contato com pessoas queridas que moram distantes ou que estão distantes pela pandemia. Se estou na dúvida sobre o meu post, me pergunto se eu verbalizaria o conteúdo na presença da minha mãe ou da minha melhor amiga. Se eu achar que ficarei constrangida ou envergonhada, desisto da publicação! É uma boa ideia!

Maria Teresa - Hospital Family

Além do cuidado com a segurança pessoal, escolher o que vai publicar também ajuda na construção da sua imagem profissional.

Emídio - Abc

Boa Noite

Fernanda - Santo André 1

Lembrar que Internet não é terra de ninguem ,que suas palavras e suas opiniões devem ser medidas ,elogios e palavras positivas são sempre bem vindas.