Pular para o conteúdo

Blog do Colaborador

De: Comunicação GNDI - 08 set 2020

..

Você sabe de onde vem o seu material de trabalho?

Todos os produtos de Hospitais, Centros Clínicos e Unidades Administrativas do GNDI saem do SEALM. Confira:

Allan Guimarães Pessotto, hoje gerente de Logística e Distribuição do SEALM, é farmacêutico formado com MBA em Gestão empresarial e Sistemas de Saúde. Ao ingressar na empresa, há 11 anos, o colaborador passou por um dos seus maiores desafios da carreira: conseguir permissão da Vigilância Sanitária para o funcionamento do Centro de Distribuição do Grupo NotreDame Intermédica. Foi graças a seu esforço - e de toda a sua equipe - que o GNDI se tornou a primeira operadora de saúde a ter um almoxarifado central.

Com o crescimento e as inúmeras incorporações do GNDI, a Unidade passou por uma expansão. Em maio de 2019, um novo espaço foi alugado e reformado para comportar todas as áreas e foi até planejado para absorver o crescimento da empresa para os próximos 10 anos. O local funciona como um condomínio logístico divido em laboratório, almoxarifado central, patrimônio e transporte - e armazena medicamentos, materiais cirúrgicos, produtos de papelaria e muito mais. No total, são 230 colaboradores no complexo - sendo que 82 deles trabalham no almoxarifado central. 

"Gerenciamos a logística desde o produto mais caro de oncologia, avaliados em R$ 10 mil por ampola, à caneta esferográfica que o pessoal usa. São cerca de 2500 itens comuns a toda empresa. Ainda temos a compra não padrão, com uma média de 1200 por mês", explica Pessotto. O Centro de Distribuição atende a todos os Hospitais, Centros Clínicos e pacientes Home Care e Unidades Administrativas do Grupo em SP e em outros estados. 

A dinâmica não é tão simples quanto parece: há uma série de procedimentos para o produto chegar até você. "Nós fazemos o planejamento de estoque com as variações, suas sazonalidades, prevalência e repetitividade de consumo, para fazermos a reposição de estoque. Fazemos o recebimento, validação de notas fiscais, o armazenamento de produtos de diversos setores. Depois, é a vez da separação conforme as solicitações de reposição das unidades. Nosso trabalho consiste em entender a necessidade da empresa, planejar para que isso não falte ou fique em excesso", conta o gerente do SEALM. 

Os fluxos são controlados com uma tecnologia que mostra todo o histórico do produto dentro da unidade. "Cada vez que eu atendo uma unidade, rastreio um produto por um número de registro que mostra desde a entrada dele até a hora que ele foi armazenado e separado. Depois, temos conferência de separação e volume. O produto é encaminhado para transporte e vai para as unidades, onde tem outra conferência". 

Existe ainda o Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU), que responde dúvidas sobre os produtos e a logística. Esse setor faz uma compilação de dados para estratificar os tipos de chamados, tipos de problemas e quais deles foram resolvidos e reduzidos. "Somos bem estruturados na parte de informações de atendimento", afirma. 

Em março, quando o Coronavírus ganhou força no Brasil, foram armazenados R$ 40 milhões em produtos, sem contar R$ 6,5 milhões em informática. "Nossa estratégia era não deixar faltar produtos da pandemia e coadjuvante a ela". Normalmente, a média gira em torno de R$ 20 milhões por mês. Em tempos de Coronavírus, o almoxarifado trabalha com 58 dias de cobertura, cerca de 20 dias a mais do que em um cenário comum. Além da ampla capacidade de armazenamento, há a segurança reforçada em um momento de imprevisões.

E você, já conhecia o SEALM? Clique no botão abaixo, veja as fotos e surpreenda-se com a grandiosidade do setor.

Você também pode participar. Deixe seu comentário:

 

Bruna Mateus Silva - Eco imagem

Vocês são muito importantes.

Andressa Oliveira - NotreLabs Osasco

Boa tarde, fico muito feliz em saber que é um farmacêutico que está a frente desse cenário, de modo que esta inspirando os demais colegas. Ótimo saber como funciona o método de trabalho do SEALM.

Nancy Frias de Medeiros Franca - Angelica

Aos poucos vamos conhecendo a empresa....penso que esse departamento e de suma importância para a empresa já que cuidamos de vidas. Parabéns aos envolvidos que trabalham com apreço e responsabilidade para que não falte material a todas as unidades.

Marta Julia Alves - Liberdade - Home Office

Muito interessante, nem imaginava isso.

ADRIANA SIQUEIRA DA SILVA - ANALIA FRANCO

LINDO GNDI SEMPRE EM BUSCA, DE NOVOS PROJETOS ......... TOP DE QUALIDADE JUNTOS SOMOS MAISS SEMPRE... GNDI

maria aparecida tavares figueiredo - hospital family

Fiquei maravilhada, com a estrutura e organização deste almoxarifado central. Parabéns à todos envolvido.

Fernanda - Santo Andre 1

Impressionante,espaço gigantesco!

Vanessa Berger - Unidade Avançada Osasco

Desde já parabenizo pelo e-mail enviado e pelas fotos encaminhadas. Muito importante sabermos e termos o conhecimento de como funciona nossa Logística de atendimento.

max joy - Hospital NotreCare

Muito interessante a logística

Lilian Aparecida Nunes da Silva - Clinica Nova Vida Jandira 1

Muito interessante.

Sueli - CC Ribeirão Pires

Muito bacana conhecer mais o processo.

Alexsandra Silva Dos Santos - Hospital Cruzeiro do Sul -Osasco

O SEALM é um lugar muito organizado e com um espaço surpreendente,nem imaginava que o GNDI tem um super almoxarifado central.

elias tineu dias - hospital cruzeiro do sul osasco

muito legal isso, e interessante também ,se não tivesse lido o conteúdo desse blog jamais imaginaria a dimensão disso tudo, e de onde vem o nosso material de trabalho ,uma distribuição muito bem organizada e elaborada,parabéns a todos os envolvidos.

JOEL CANTO - HPSJ

Muito bom!Tive o prazer de conhecer o SEALM! É maravilhosa a estrutura logística.